Após o fato ocorrido no sábado,2, quando o time do sub-17 do Colombo FC estava se deslocando até o estádio Manoel Garcia (Manecão) , na Vila São Pedro , para enfrentar pela segunda partida da Semifinal da Taça Capital , o CBSport/Urano , em jogo marcado para às 14h00 , e teve sua condução quebrada , (aliás , a Kombi do Presidente Tarcisio Santos ) na altura dos supermercado Condor , e os dirigentes do clube tentaram de todas as formas achar uma solução para que o time chegasse a tempo do inicio marcado para o confronto e não conseguiram , tentando inclusive um contato com coordenador e dono da empresa promotora do torneio , a “famosa” Soccer Eventos , de Jeison Lima , que realiza campeonatos de categorias de base e cobra caro para isso , não é uma instituição esportiva de caráter não governamental , e não obtendo do mesmo um minimo de bom senso , na tentativa de retardar o inicio do jogo ou mesmo adiar a partida para outra data ,  já que o imprevisto não foi provocado por falta de organização do Colombo e sim por um acaso que não estava na agenda de ninguém , decretando o WO em favor do Urano e com isso prejudicando o alviverde , que no minimo teria direito a um julgamento na esfera desportiva , pois até no futebol profissional promovido por entidades oficiais tal caso só seria definido após ser avaliado pela análise dos fatos ocorridos .

Mas ,infelizmente o organizador de maneira arbitrária nem levou em conta nada disso , até porque os tais eventos promovidos por ele não devem ter sequer uma  Junta Disciplinar para julgar tais fatos , os torneios devem ser um meio de ganhar dinheiro , não que o Jeison não mereça lucrar com seus certames , mas que o faça de forma organizada e e não prejudique quem quer e luta para também fazer futebol com o intuito de incentivar a garotada. Se fosse um Trieste ou Coritiba , garanto que Jeison Lima não tomaria tal decisão. O Colombo FC precisa e deve processar a empresa e seu dono.

 

LEAVE A REPLY