Estão abertas as inscrições para a edição 2017 do Talento Olímpico do Paraná – TOP 2020, que inicia seu novo ciclo após o sucesso conquistado entre os anos de 2011 – data de sua criação – e 2016, ano dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos no Rio de Janeiro.

As inscrições seguem abertas a partir da manhã desta quarta-feira (03) até às 23h55 do dia 12 de maio, ficando disponíveis por 10 dias. O site onde devem ser realizadas é o top2020.uel.br

Acesse o regulamento da edição 2017 e leia todas as informações. É fundamental que o candidato esteja ciente das categorias, valores, critérios e demais detalhes antes de fazer a sua inscrição, pois, caso o atleta ou técnico venha a se inscrever na categoria errada, não haverá reclassificação após o período finalizado de inscrição. Em caso de dúvidas referentes aos critérios de seleção por parte das Federações e Núcleos Regionais de Educação (NRE), essas deverão ser tiradas com as respectivas entidades responsáveis por cada modalidade.
IMPORTANTE
Como este é um novo ciclo, um novo site estará disponível para as inscrições. Portanto, o cadastro, independentemente do atleta ou técnico ter sido bolsista no passado, deverá ser totalmente preenchido novamente. Ou seja, as informações não carregarão automaticamente e contará para fins de seleção apenas as competições realizadas em 2016 e 2017. Além disso, é fundamental que, ao registrar as competições, o candidato atenha-se ao TÍTULO OFICIAL do evento, pois serão validades somente aqueles cujos nomes estejam de acordo com o registro oficial constante nas federações e confederações responsáveis pelas modalidades.

NOVAS MODALIDADES

Vale lembrar que o Talento Olímpico do Paraná contempla EXCLUSIVAMENTE modalidades que façam parte do quadro dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, definidas respectivamente pelos Comitê Olímpico Internacional (COI) e Comitê Paralímpico Internacional (IPC, sigla em inglês). Neste novo ciclo, entram surf, skate, baseball/softball, montanhismo, karatê, e no paradesporto, badminton e taekwondo.

CATEGORIAS
Em 2017, serão oito categorias: TOP Formador, TOP Técnico Formador, TOP Estadual, TOP Técnico, TOP Nacional, TOP Internacional, TOP Rio 2016 e TOP Medalhista. Confira os valores, critérios, faixas etárias, documentos necessários, quantidade de bolsas ofertadas para cada categoria e demais detalhes no regulamento NESTE LINK.

SUCESSO
Ao longo de cinco edições (2011 a 2016), milhares de jovens, da formação à prática de alto rendimento, foram beneficiados por esse projeto cujo foco principal foi o crescimento desportivo paranaense, aliado ao desenvolvimento social. Neste período, 5.648 atletas e técnicos foram atendidos, com um investimento de R$ 20 milhões. As provas do sucesso foram os resultados alcançados em 2016. No ano passado, pela primeira vez, o Paraná foi campeão geral dos Jogos Escolares da Juventude, etapa nacional de 12 a 14 anos. Das 50 medalhas, 30 foram de bolsistas do TOP. Mais: o Brasil foi o campeão geral da Gymnasiade, os Jogos Escolares Mundiais. Neste evento, o Paraná ajudou o país com 17 medalhas, das quais 16 foram de atletas do Talento Olímpico. Mas a grande consagração veio com os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. De uma estimativa, feita no início do ano, de 12 bolsistas com reais chances de classificação, o TOP chegou ao Rio de Janeiro com 32 atletas e 2 técnicos, em 19 diferentes modalidades, voltando para casa com duas medalhas de prata, com Ágatha Bednarczuk (vôlei de praia) e Marcelo Santos (bocha paralímpica). Outros tantos resultados significativos aconteceram. Títulos mundiais, sul-americanos, recordes parapan-americanos e um enorme número de medalhas em nível nacional desfila agora com os bolsistas do programa. Agora é momento de iniciar mais um ciclo, com atletas e técnicos do Paraná tendo o imprescindível apoio do Talento Olímpico do Paraná, uma realização do Governo do Paraná por meio da Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo, e com o patrocínio exclusivo da Copel, visando chegar fortes a Tóquio 2020.
Faça sua inscrição: top2020.uel.br

LEAVE A REPLY